Filmes brasileiros para 2013

Por Marcelo Lopes
Há de se constatar que estamos muito longe de ter uma indústria robusta para o cinema brasileiro, mas a verdade é que o país tem, aos trancos e barrancos, construído um caminho sustentável para sua produção doméstica, alcançado êxitos importantes e se notabilizado por alcançar um estreito diálogo com o público. Seja por meio um número razoável de editais públicos de apoio à produção e difusão, por um plantel cada dia maior de profissionais capacitados, pelo número cada vez maior de festivais e mostras, pela retomada das iniciativas cineclubistas ou por tudo isso junto, é possível notar que a fazer cinema tem sido uma opção viável para antigos e novos cineastas. Um contexto favorecido pela possibilidade do acesso à criação de novos produtos, graças principalmente aos avanços da tecnologia, condição esta que não os isenta do pré-requisito da criatividade e do talento, mas que é capaz de incluir anualmente, pela formação e acesso facilitado, dezenas de outros realizadores entre o rol dos seres audiovisuais brasileiros.
À parte das discussões sobre a hegemonia de conhecidos produtores e empresas de comunicação que investem numa linguagem de mercado para o cinema cada dia mais parecida com a da televisão e vice-versa, o ano de 2013 traz até o momento um bom número de filmes de longa-metragem – cerca de 50 –, apontando uma frequência considerável do público brasileiro às salas de exibição. Destaque para o ótimo O Som ao Redore o já bastante esperado (principalmente pelos fãs) Faroeste Caboclo.
Aí vai a lista, fiquem de olho:
JANEIRO
18 – Open Road
FEVEREIRO
MARÇO
01 – Colegas
08 – A Busca
15 – Super Nada
22 – Hoje
Sem data – A Última Estação
ABRIL
MAIO
30 – Faroeste Caboclo
31 – Cores
JUNHO
Sem data – Quando Eu Era Vivo
JULHO
19 – Concurso Público
Sem data – Mato Sem Cachorro
SETEMBRO
06 – Sequestro
OUTUBRO
11 – Meu Passado Me Condena
18 – Trinta
Sem data – Avanti Popolo
Sem data – O Tempo e o Vento
NOVEMBRO
01 – Crô
01 – O Exército do Caos
DEZEMBRO
20 – Os Caras de Pau
20 – Minhocas
SEM DATA
Amazônia – Planeta Verde
Giovanni Improtta
O Vendedor de Passados
Você Nunca Disse Eu Te Amo

 

Marcelo Lopes
Sobre Marcelo Lopes 263 Artigos
Historiador, produtor cultural, escritor, artista gráfico e técnico-analista em projetos culturais.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*