Projeto conquistense abre temporada 2014

Conversa de Compadres reúne os músicos João Omar e Saulo Boavista

Por Luciana Oliveira

O Conversa de Compadres, segundo seus idealizadores, nasceu com a intenção de divulgar a obra de cantautores. O termo pode ser desconhecido, mas caracteriza artistas que o público conhece bem, como Chico Buarque, Caetano Veloso e o nosso menestrel, Elomar Figueira, alguns exemplos brasileiros. No cenário internacional se destacam nomes como Joan Baez, Bob Dylan e Elton John, só para citar alguns. O termo cantautor é um neologismo que tem origem na junção das palavras cantor + autor. Mais que uma palavra, trata-se da classificação aplicada a músicos que se caracterizam por serem autores e intérpretes de suas próprias composições.

Conversa de Compadres_001O primeiro Conversa de Compadres, focado em artistas com essa pegada, aconteceu em 2012, quando os músicos Alisson Menezes, Gutemba e Paulo Gabiru se reuniram no Teatro Carlos Jehovah. “Tudo aconteceu de forma espontânea, convidamos os músicos que toparam prontamente e daí foram surgindo parceiros que estão conosco até hoje, como o Instituto Mandacaru”, detalha Leu Couto, produtora do projeto. Na época, a apresentação também marcou uma homenagem ao cantor e compositor Dércio Marques, que havia falecido recentemente.

Para Luciana Oliveira, jornalista e também produtora do projeto, o Conversa de Compadres é uma oportunidade de apresentar um panorama do cantautor nacional. “Estamos conversando com diversos músicos, sempre tendo em vista a diversidade, pois o cantautor é um fenômeno universal que se relaciona com diferentes manifestações artísticas, é um projeto que tem espaço para a música autoral, sobretudo aquela do cenário independente”, relata.

Prosa regada a música

Em 2014, o projeto retorna com a previsão de apresentações ao longo de todo o ano. A primeira reunirá os músicos João Omar e Saulo Boavista no mesmo Carlos Jehovah, na próxima quarta-feira (26), no show “Vista para o Mar”. O compositor, instrumentista, arranjador, maestro e diretor musical João Omar se destaca pela atuação multifacetada no cenário da música. Com uma trajetória longa e sólida, tem desenvolvido composições de trilhas sonoras para animações, vídeos, filmes e espetáculos teatrais, além de se apresentar em variadas formações musicais. De orientação clássica, o músico também flerta com produções contemporâneas da música instrumental.

Saulo_JoãoSaulo Boavista, soteropolitano radicado em São Paulo, canta e compõe desde criança e hoje ainda se arrisca na percussão. O artista, que já morou em Conquista, está de volta à cidade especialmente para o Conversa de Compadres. O encontro dele com João Omar não é mera casualidade. A parceria e amizade dos dois vêm da produção do primeiro CD de Saulo, que contou com a direção musical e arranjos do maestro. Esta apresentação marca uma pausa numa fase de introspecção, na qual Saulo mergulhou para a produção de seu segundo CD, ainda no forno. O músico apresenta um DNA musical carregado de bossa, samba e uma paixão pela música de outros tempos. Ele vem se dedicando a um trabalho de pesquisa musical, resgatando composições e nomes do cenário musical brasileiro da primeira metade do século XX.

Conversa de Compadres
João Omar & Saulo Boavista / Show “Vista para o Mar”
Data: 26 de fevereiro (quarta-feira)
Local: Teatro Carlos Jehovah
Horário: 20h
Ingressos: R$ 20,00

Informações
Leu Couto (77) 9137 4351 / 8814 1042
Luciana Oliveira (77) 9132 0316

Luciana Oliveira
Sobre Luciana Oliveira 5 Artigos
Jornalista, produtora cultural, técnico-analista em projetos culturais.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*